quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Todos somos Chávez.

Todos Somos Chavez. Jan.2013

Acabo de ver uma reportagem de uma enviada especial à Venezuela, da TVI. Uma tristeza de "jornalismo".

Será que esta gente entende que serve de alguma coisa fazer campanha contra as autoridades políticas e as autoridades judiciais venezuelanas, em Portugal?

Quem está sob a alçada do FMI somos nós - eles já se libertaram!

Últimos Posts sobre a Venezuela aqui - aqui e aqui.


Para ver últimos posts clicar em – página inicial

3 comentários:

Anónimo disse...

FMI na Venezuela?

CLV disse...

"Antes doutra coisa mais faça-se a comparação entre o apoio popular dado ao Governo Presidencial da Venezuela com aquele que a população portuguesa dá à governação Troika/UE/Coelho/Gaspar e, depois, valorize-se com a justiça mais merecida a obra política, cultural e social que o Governo de Chavez tem sabido proporcionar à População venezuelana, por desígnio, o sucesso da sua libertação política face à tutela ianque. Só posso felicitar-te pela denúncia que fazes do comportamento impróprio do jornalismo que chega às mãos dos portugueses."

CLV

Carlos Mesquita disse...

Caro anónimo. O FMI levou Chavez ao poder - pode ser um facilitismo de linguagem, mas foi. Não tinha reparado no seu comentário (?). Ignorar a história do 2º governo de Carlos Andrés Pérez é não conhecer nada da América Latina. O espaço aqui é pouco, procure por “caracazo” ou “carta de intenções FMI-Venezuela” e esclareça-se.

Vai ter facilidade em compreender, pois há um “memorando de entendimento” para receber apoio financeiro do FMI; há perda de soberania nacional, liberalização de preços, privatizações, cortes na educação e na saúde, redução do tamanho do Estado, o tarifar dos serviços públicos e o resto do “programa de ajustes”. É tão igual ao “troikismo” que na Venezuela, quando se referem a nós, dizem que estamos sob um “Paquetazo Neo-Liberal”.

Na América Latina sabem tudo sobre nós, basta falar em “paquetazo”. Era bom olhar para a história deles para perceber o que nos espera.

Meu caro CLV. Em verdade, a TVI foi corrigindo a asneira, no jornal seguinte já só deixou subentendido uma mentira sobre o testemunho de Chavez, e há meia-noite, na TVI24 até fez um trabalho que podia passar na televisão oficial venezuelana. Não era preciso; podem e devem reportar a opinião da oposição, escusam de acrescentar a opinião do jornalista. É do meio; da falta de conhecimentos, da preguiça e de não entenderem que a manipulação jornalística não compensa profissionalmente.

A informação da TVI ainda é (nesta altura) a menos má, uns profissionais em roda livre que não decoraram o seu Código Deontológico, estragam por vezes o estrugido.