sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Acordai. Vigília ao Conselho de Estado em Belém

A música de Lopes Graça vai estar presente na vigília ao Conselho de Estado.

Poema de José Gomes Ferreira

Acordai!
Acordai, homens que dormis
A embalar a dor
Dos silêncios vis!
Vinde, no clamor
Das almas viris,
Arrancar a flor
Que dorme na raiz!


Acordai!
Acordai, raios e tufões
Que dormis no ar
E nas multidões!
Vinde incendiar
De astros e canções
As pedras e o mar,
O mundo e os corações…


Acordai!
Acendei, de almas e de sóis,
Este mar sem cais,
Nem luz de faróis!
E acordai, depois
Das lutas finais,
Os nossos heróis
Que dormem nos covais.


Acordai!

(Para ver últimos posts clicar em - página inicial)





5 comentários:

CLV disse...

Quem te diz que a comunicação social - armas não lhe faltam - não
transformará a vigília numa demonstração de fé na protecção que o tal senhor cavaco dá ao seu Povo. Em política o que parece é.

A iniciativa popular, para ter a ressonância que a Manifestação de 15/9 impõe - é a minha opinião - deve exigir que a chamada oposição abandone S. Bento para não ser incluída, com toda a razão, no rol dos colaboracionistas com o novo fascismo. Será que esses supostos oposicionistas parlamentares não perceberam que no 15/9 perderam o crédito.

CLV

Carlos Mesquita disse...

Meu caro Leça, a comunicação social até consegue fazer parecer, o que em política não é, nem parece ser.

Ainda agora vi, num dos noticiários que relatavam as vaias ao Cavaco em Évora (na fábrica da Embraer), uma legenda editada pela televisão que dizia “manifestantes exigiram uma maior intervenção do presidente da república”. Ora nenhum cartaz ou faixa filmada, nem nenhum dos populares entrevistados disse nada parecido com isso.

É a manipulação do costume, temos de a combater com os meios que temos, como este simples diálogo num cantinho das redes sociais. Multiplicado por muitos cantinhos valem mais que uma legenda falsa.

Augusta Clara disse...

Tens toda a razão, Leça. E, por isso, eu falei em partir do zero que tanto escandalizou o Mesquita. Um Conselho de Estado de onde nem o assomo da ideia da queda do governo saiu. Cai a TSU e vão levar o dinheiro doutra maneira. Resultado = zero.



A.Rodrigues disse...

Esta é boa. Então o conselho de estado não ir fazer o que o povo quer, é razão para não se manifestarem? Não será ao contrário? Deixem de desmobilizar as pessoas, não conseguem.

Augusta Clara disse...

Quem é que está desmobolizar as pessoas? Não percebi.Creio que ainda há direito ao debate de opiniões.