segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Lembrar Che Guevara.

COHIBA- Sabor de Cuba.Out.2012

Faz hoje 45 anos que Che Guevara foi capturado; seria morto no dia seguinte em La Higuera, na Bolívia.

Por coincidência, a minha filha veio hoje de Cuba com encomendas do pai; sabores, música, imagens.

Por isso, umas gramas de verdadeiros charutos Cohiba, o Gramma em papel, cuja criação foi decidida há 47 anos (a 3 de Outubro) e o mais que vem lembrar a Cuba de Che e Fidel, a Revolução, o embargo, a vida difícil e o patriotismo dos cubanos, a solidariedade e o internacionalismo revolucionário de que Che é símbolo.

Hasta siempre comandante.

AQUI uma versão da canção de Carlos Puebla e a letra original.

(Para ver últimos posts clicar em – página inicial)





3 comentários:

A. Rodrigues disse...

Com que então... charuto do bom!? Não era preciso desculpas.

Carlos Mesquita disse...

Gosto, mas passo bem sem charutos, e camisolas estampadas com o Che não é o meu tipo, embora essa seja mesmo de Cuba e não made in China, que também lá há.

O Gramma traz-me recordações de há muitos anos. O “ambiente cubano” é uma graça para uma pessoa amiga – (com uns presentes que recebi) e mais nada.

Francisco Santos disse...

Tens toda a razão Carlos, um bom bom cochiba,cai sempre bem, os meus amigos quando vão a Cuba trazem-me sempre, alias tudo o que é Cubano é bom, pena é que não tenha-mos um sistema como o que vigora em Cuba, claro que nem tudo é prefeito, mas para os privilegiados e chulos que por aqui nos têm DESGOVERNADO não gostam ....